Candidato do PS garante que dívida da CM Beja baixou 11 milhões

Candidato do PS garante que

O presidente da Câmara de Beja e candidato do PS garante que reduziu em 11 milhões de euros a dívida do Município e desafiou os adversários a provar que tal não é verdade.
"Os 11 milhões de euros que pagámos e reduzimos [executivo PS] na dívida da Câmara – não pagámos só, pagámos e reduzimos efeftivamente – são reais, estão comprovados e só quem está por má-fé ou ignorância pode afirmar que isto não é comprovado por documentos oficiais", disse Jorge Pulido Valente.
O candidato falava esta segunda-feira, 23, numa conferência de imprensa, em Beja, que serviu para apresentar o programa eleitoral da candidatura do PS àquela Câmara nas eleições autárquicas do próximo domingo, 29.
Os números são "claríssimos e não há cá nada de falta de transparência", frisou, desafiando "qualquer um" dos seus adversários na corrida à presidência da Câmara de Beja "a provar" que o que diz em relação à redução da dívida "não corresponde à verdade", porque "a verdade é 11 milhões de euros de dívidas pagas".
"Custa muito às candidaturas adversárias admitir" que o executivo PS conseguiu fazer um "trabalho tão importante para o futuro" do município, disse, referindo que está "tranquilo" perante a situação financeira da autarquia, porque "pode ser e é facilmente comprovada" e os adversários "não conseguem apresentar dados que contrariem" os revelados.
Na reunião da Câmara de Beja do passado dia 28 de Agosto, os vereadores da oposição CDU pediram dados relativos às contas da autarquia actualizados a Agosto deste ano, os quais o executivo PS ainda não disponibilizou oficialmente, e esta segunda-feira Jorge Pulido Valente disse que "serão fornecidos a seu tempo".
Jorge Pulido Valente acusou a CDU de querer "lançar a confusão" na opinião pública em relação às contas da autarquia, referindo que os adversários comunistas "não conseguem digerir o facto de terem deixado uma câmara endividadíssima" e agora o executivo PS ter uma autarquia "com uma situação financeira regularizada".

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima