Câmara de Ourique com orçamento de 20 milhões

Câmara de Ourique com

A Câmara Municipal de Ourique vai contar com um orçamento de 20 milhões de euros no próximo ano de 2014, mais 1,6 milhões de euros que o orçamento apresentado em 2013.
Aprovados pela Assembleia Municipal esta quinta-feira, 12, à noite, o Orçamento e as Grandes Opções do Plano para 2014 definem como prioridades da autarquia ouriquense “a manutenção dos apoios sociais em curso e as respostas educativas”.
Será “uma acção social cuidada, uma acção social amiga, não uma acção social de caridade. Ajudaremos quem precisa”, afiança ao “CA” o autarca Pedro do Carmo, sublinhando que, devido aos “momentos difíceis e exigentes por que passam cidadãos, famílias e empresas”, o seu executivo decidiu “não proceder ao aumento das taxas do IMI e de Derrama em 2014”.
O orçamento da Câmara de Ourique para o ano que se avizinha regista igualmente um reforço do investimento público em aproveitamento dos fundos comunitários, no valor global de 5,4 milhões de euros.
“Queremos aproveitar ao máximo os fundos comunitários para investir em equipamentos de que ainda Ourique necessita, nomeadamente em termos de regeneração urbana. A reabilitação urbana é uma prioridade e estou certo que conseguiremos começar a primeira fase [deste projecto], pelo centro histórico, já no início de 2014”, revela Pedro do Carmo.
Ao mesmo tempo, continua o edil socialista, é intenção da autarquia avançar com as requalificações da Estrada Municipal 515 (que liga o IC1 a Aldeia dos Fernandes, no concelho de Almodôvar) e da entrada norte da vila de Ourique.
Com um orçamento enquadrado na “política de gestão rigorosa” que permitiu a redução substancial da sua dívida nos últimos oito anos (de cerca de 22 milhões de euros em 2005 para perto de 9,8 milhões em 2013), a Câmara de Ourique vai ainda continuar a lutar nos próximos anos por “um conjunto de sonhos e projectos”.
“Falo, nomeadamente, da criação de um espaço para o empreendedorismo. Queríamos que fosse uma escola profissional, mas talvez tenha de ser um espaço que aponte para o empreendedorismo”, revela Pedro do Carmo.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima