Câmara de Moura contra eventual fecho de Finanças

Câmara de Moura contra

A Câmara de Moura repudia o eventual fecho das Finanças locais, por ser uma medida que irá "atingir fortemente" os interesses dos habitantes e prejudicar a economia local.
"O Governo ameaça encerrar a maior parte das repartições de Finanças do distrito de Beja, incluindo, provavelmente, a de Moura, tencionando concretizar a extinção, à cautela, após as eleições de 25 de maio para o Parlamento Europeu", refere a Câmara de Moura.
A medida, a concretizar-se, "vem juntar-se a outras de lesa-populações" do actual Governo PSD/CDS-PP e de anteriores executivos, de fecho de escolas, serviços de saúde, tribunais, estações de correio e postos da GNR, lamenta o Município numa moção, aprovada na mais recente reunião da autarquia por unanimidade dos eleitos da maioria CDU e da oposição PS.
Na moção, a Câmara "reafirma o seu repúdio e a sua oposição ao eventual fecho da repartição de Finanças de Moura", o qual, alega, que "iria atingir fortemente os interesses dos habitantes do concelho, em especial dos mais idosos".
Por outro lado, "iria prejudicar a economia local, criando mais desemprego, e contribuir para uma ainda maior desertificação do território" e "não iria ajudar em nada a resolver os problemas económicos e financeiros do país, bem pelo contrário, só os agravaria".

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima