Câmara de Mértola com orçamento de 13,9 milhões

Câmara de Mértola com

A Câmara Municipal de Mértola vai ter um orçamento de 13,9 milhões de euros durante o ano de 2014, bem menos que os quase 19 milhões de euros com que contou em 2013.
“Temos um orçamento racional! Não é o orçamento ideal mas é o orçamento possível, atendendo a todos os constrangimentos e dificuldades que sentimos. Vamos ter que trabalhar com o que temos”, sublinha ao “CA” o presidente da autarquia, lembrando que esta tem vindo a sofrer, ano após ano, cortes nas transferências do Estado.
“Todos os anos perdemos 500 a 600 mil euros e já devemos ter uma perca de três milhões e tal de euros desde 2009 até agora. E depois não se perspectivam aumentos de receitas, bem pelo contrário”, vinca Jorge Rosa, lamentando que actualmente o grande volume das verbas das câmaras seja “para despesas com pessoal e com consumíveis”.
“Resta-nos muito pouco dos orçamentos para fazer obras e intervenções de maior monta”, argumenta.
Ainda assim, em 2014 a grande prioridade do Orçamento e Grandes Opções do Plano da Câmara de Mértola será dar continuidade à “infra-estruturação” do concelho, além de pretender “continuar a trabalhar bastante na área social”.
A autarquia conta igualmente avançar com algumas obras no terreno, nomeadamente a reparação da ponte sobre a ribeira de Oeiras na entrada sul de Mértola, a construção do saneamento básico de Martinhanes, a requalificação de um arruamento em Corte Gafo de Cima e a pavimentação da estrada que liga as localidades de Moreanes e Guizo.
No próximo ano a Câmara de Mértola vai ainda assumir os mais de 200 mil euros relativos à comparticipação nacional da nova pista de canoagem e remo da Mina de São Domingos (um projecto do Clube Náutico de Mértola), assim como dar “os primeiros passos” no futuro Museu da Fauna e da Biodiversidade do Baixo Guadiana.
“Temos vindo a trabalhar com o ICNF – Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas e estamos a preparar tudo para podermos avançar com essa intenção, que requer já alguma verba em 2014 em termos de orçamento”, revela Jorge Rosa.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima