Câmara de Mértola ajuda famílias a pagar água e luz

Câmara de Mértola ajuda

A Câmara de Mértola vai ajudar temporariamente famílias do concelho, em situação de fragilidade económica, a pagarem as despesas mensais de água e electricidade.
A partir do início do próximo ano, a autarquia vai "ajudar as famílias mais desfavorecidas do concelho, que atravessam dificuldades económicas devido à crise, a suportarem as despesas com água e electricidade, que são necessidades básicas", explica o autarca Jorge Rosa em declarações à Agência Lusa.
Segundo o edil, a Câmara de Mértola vai comparticipar metade da despesa mensal relativa ao consumo de água das famílias, até um máximo de 30 euros por mês, e 40% da despesa mensal relativa ao consumo de electricidade, até um máximo de 60 euros por mês.
As comparticipações das despesas de água e electricidade, previstas no regulamento municipal de apoio a famílias em situação de fragilidade económica, é "mais uma medida no âmbito do plano que a Câmara de Mértola tem vindo a implementar para combater as dificuldades económicas que as famílias do concelho atravessam desde que a crise se instalou em Portugal", diz.
Desde então, explica, por várias razões provocadas pela crise, "algumas famílias do concelho têm tido dificuldades em conseguir cumprir o pagamento de todas as despesas dos agregados familiares", como as relativas aos consumos de água e electricidade.
Segundo o regulamento, as comparticipações destinam-se a famílias que residam no concelho há mais de dois anos e tenham os membros recenseados numa das freguesias e inscritos no Centro de Saúde de Mértola e um rendimento mensal por pessoa igual ou inferior a 40% do Salário Mínimo Nacional.
As famílias beneficiárias não podem ter dívidas à Câmara de Mértola, à excepção de eventual atraso no pagamento de facturas de água não superior a três meses, ou penalizações impostas pelo incumprimento de acordos relativos a Rendimento Social de Inserção.
As comparticipações não são cumuláveis com apoios atribuídos pela Câmara de Mértola através do Cartão Social do Munícipe, têm carácter pontual e temporário e serão prestadas por um período inicial de três meses, que poderá ser renovado por igual período, mas nunca exceder os seis meses.
Os interessados em receber as comparticipações da Câmara de Mértola terão de se candidatar através de um requerimento próprio a fornecer pela autarquia.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima