Câmara de Castro Verde exige reabertura da linha entre Beja e Funcheira

Linha ferroviária 1

A Câmara de Castro Verde espera que a o troço ferroviário da Linha do Alentejo entre Beja e Funcheira, que passa no concelho, seja reaberto, como previsto no Plano Nacional de Investimentos (PNI) 2030.

De acordo com a autarquia, a abertura deste troço, encerrado “há mais de 10 anos” e com passagens por Carregueiro (Estação de Castro Verde/Almodôvar) e Estação de Ourique, “permitirá cumprir objetivos fundamentais para o concelho de Castro Verde, nomeadamente ter comboios Intercidades nesta linha, fazendo a ligação Beja/Faro e à restante rede ferroviária, nomeadamente a Évora e Lisboa”.

“O concurso de requalificação da linha está previsto para 2026 e, se for cumprido esse objetivo, o Município de Castro Verde entende como muito relevante para todo o território e, em particular, para o concelho”, acrescenta a edilidade em comunicado.

A Câmara de Castro Verde destaca ainda o facto de o PNI 2030 também prever a eletrificação do ramal que serve a mina de Neves-Corvo, o que “trará ganhos muito relevantes para a operação da Somincor e, aliás, para todo o território”.

“Basicamente porque vai valorizar muito esse ramal para fins empresariais, uma vez que o mesmo não é exclusivo da Somincor e pode ser uma acessibilidade muito importante para potenciar o desenvolvimento do concelho de Castro Verde no futuro”, justifica o município.

A autarquia acrescenta que “durante anos, tem havido um discurso pró-ferrovia mas, infelizmente, tem faltado sempre uma estratégia clara e vontade política para concretizar essa aposta”.

Portanto, continua o comunicado, “esta Câmara Municipal encara com satisfação esta ampla possibilidade, mas será preciso ‘ver para crer’”.

A Câmara de Castro Verde argumenta ainda que a ferrovia “é um transporte fundamental e de futuro”, sendo “a opção crescente em toda a Europa e com vantagens de diversa ordem, nomeadamente ambientais”.

“Por outro lado, num território de baixa densidade e envelhecido como o nosso, a aposta no transporte coletivo é, naturalmente, muito importante”, conclui.

Opinião

Carlos Pinto

21 de Junho, 2024

O Segredo de justiça existe?

Vitor Encarnação

21 de Junho, 2024

Solidão

Carlos Pinto

7 de Junho, 2024

O problema da imigração

Napoleão Mira

7 de Junho, 2024

Mestre Vargas, Um Barbeiro Invulgar

Carlos Pinto

24 de Maio, 2024

Tensão extrema!

Vitor Encarnação

24 de Maio, 2024

Sábado à noite

Anterior
Seguinte

EM DESTAQUE

ULTIMA HORA

Role para cima