Câmara de Beja recusa críticas do PS

Câmara de Beja

A Câmara de Beja recusa as críticas de que foi alvo esta terça-feira, 19, pela Concelhia local do PS, acusando os socialistas de apenas as fazerem por precisarem de dizer que existem.
Em causa está o facto de o PS de Beja ter acusado o presidente da Câmara Municipal de não ser “conhecedor da realidade do concelho” e estar “desenquadrado do meio geográfico em que exerce funções”, depois de João Rocha ter dito ao jornal diário “Público” que a cidade “não tem camas hoteleiras em número suficiente para alojar os passageiros de um único avião”.
Em resposta, a autarquia bejense “lamenta” lamenta que as palavras de João Rocha tenha sido colocadas pelos socialistas “fora de contexto e enquadramento” e que o PS, “como que a precisar de dizer que existe, se exponha em exercícios sem correspondência com a realidade”.
De acordo com o co municado da autarquia, “o sentido da afirmação feita pelo presidente da Câmara é o reconhecimento claro e assumido que efectivamente se quisermos crescer no sector do turismo, precisamos de aumentar a oferta de camas no concelho e para esse desiderato os actuais empresários da hotelaria a operar na região terão um papel fundamental”.
A autarquia pede ainda ao PS que apresente “propostas construtivas para o desenvolvimento” do concelho, “nomeadamente envolver-se activamente, junto do seu próprio Governo, no esforço de viabilizar a utilização do aeroporto de Beja, contrariando alguns interesses instalados”.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima