Câmara da Vidigueira vai reforçar os apoios sociais

Câmara da Vidigueira vai

Apoios para idosos e famílias carenciadas e o desenvolvimento económico do concelho são as prioridades assumidas pelo recém-eleito presidente da Câmara de Vidigueira.
"As minhas grandes preocupações neste mandato, nas quais vou centrar atenção, são a área social e o desenvolvimento económico", disse à Agência Lusa Manuel Narra, que, nas eleições autárquicas do passado dia 29 de Setembro, foi reeleito para um terceiro e último mandato permitido por lei.
Segundo o autarca, devido à crise, a autarquia espera "convulsões sociais mais graves do que as verificadas até agora e, irremediavelmente, os municípios terão que arranjar soluções para aliviar o sufoco em que famílias se encontram".
Neste sentido, disse, a autarquia vai manter os apoios directos a idosos, através da comparticipação de medicamentos, a distribuição gratuita de manuais escolares a alunos até ao 9º ano de escolaridade e as bolsas de estudo para todos os estudantes do concelho que frequentam o ensino superior.
Por outro lado, disse, a Câmara de Vidigueira criou uma linha de apoio ao arrendamento destinada a pessoas que perdem as suas casas devido a dificuldades em pagar empréstimos bancários.
Através da linha, aquelas pessoas podem arrendar outras casas com apoio do município, o qual irá suportar "grande parte da renda", explicou.
Na área social e também no âmbito do apoio a idosos, a autarquia, além de estar a apoiar a construção do lar de uma fundação na Vidigueira, está a construir um lar na localidade de Selmes, num investimento de três milhões de euros, financiados por fundos comunitários, e que permitirá criar "40 a 45 postos de trabalhos", disse.
Na área do desenvolvimento económico, indicou, a autarquia está a concluir a construção do Parque Empresarial de Vidigueira, num investimento de cerca de dois milhões de euros.
"Mais dois a três meses e poderemos estar em condições de disponibilizar blocos de terrenos, a preços concorrenciais, para que empresas se possam instalar na Vidigueira", previu.
No entanto, "grande parte do sucesso do investimento da autarquia no parque irá, invariavelmente, depender da política orientadora do Governo para o Baixo Alentejo", sublinhou.
"Teremos sempre que esperar pela intervenção do Governo em factores que não são dominados pela autarquia", como "uma nova dinâmica" para o aeroporto de Beja, "um novo paradigma da agricultura a partir da água de Alqueva" e a requalificação dos itinerários principais 2 e 8, explicou.
Bacharel em Gestão de Empresas e militante do PCP, Manuel Narra, de 50 anos, que lidera a Câmara de Vidigueira desde 2005, dispõe de maioria absoluta no actual mandato, sendo o executivo composto por três eleitos pela CDU e dois pelo PS.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima