Bombeiros de Aljustrel têm contas “apertadas”

Bombeiros de Aljustrel

Apesar de não terem dívidas além de um empréstimo à banca no valor de 15 mil euros que está quase amortizado, os Bombeiros de Aljustrel estão longe de viver sem sobressaltos.
“Hoje temos muitos encargos com o pessoal profissional. Temos 21 bombeiros profissionais e há muita dificuldade no pagamento dos salários e de todas as outras regalias”, reconhece o vice-presidente da associação humanitária.
Dificuldades que segundo Fernando Colaço Guerreiro se complicaram desde que o transporte de doentes tem diminuído por imposição do Estado, o que representa uma diminuição nas receitas a rondar os oito mil euros por mês.
“Felizmente temos conseguido protocolos com empresas e até com a Junta de Freguesia, que permitem que vamos sobrevivendo”, diz.
Para 2014, a Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Aljustrel conta com um orçamento de 595.680 euros.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima