Beja recebe concerto do Cappella Duriensis

Beja recebe concerto

O ensemble português Capella Duriensis interpreta este sábado, 10, em Beja, músicas de Béla Bartók, João Lourenço Rebelo, Pêro de Gamboa e Manuel Cardoso.
O concerto "O Sagrado e o Profano: Aliterações Húngaro-Portuguesas" vai decorrer a partir das 21h30, na Igreja Matriz de Santa Maria da Feira e integra o programa do 10º Festival de Música Sacra “Terras Sem Sombra”, organizado pelo Departamento do Património Histórico e Artístico (DPHA) da Diocese de Beja.
Segundo o DPHA, o concerto "põe em destaque um património europeu comum" a Portugal e Hungria, países "unidos por laços pluri-seculares, entre os quais se destaca a herança do Cristianismo".
No concerto, o ensemble, sob a direcção do maestro britânico Jonathan Ayerst, vai interpretar peças musicais do húngaro Béla Bartók, "um dos compositores mais originais e mais versáteis da primeira metade do século XX", e dos compositores João Lourenço Rebelo, Pêro de Gamboa e Manuel Cardoso, que marcaram a polifonia portuguesa dos séculos XVI e XVII.
Fundado em 2011, o Capella Duriensis, ensemble residente na Escola das Artes da Universidade Católica Portuguesa, inclui, habitualmente, na sua agenda, a preparação de cantores portugueses para o nível profissional da performance musical.
No âmbito do programa de preservação da biodiversidade, o festival promove no domingo, 11, a partir das 10h00, uma acção dedicada ao montado de azinho, um eco-sistema "considerado pelos especialistas como uma barreira de primeira ordem ao avanço da desertificação em Portugal", mas que "precisa de medidas de incentivo à sua defesa".
Durante a acção, músicos e organizadores do "Terras Sem Sombra", autarcas, dirigentes associativos e membros da comunidade local vão visitar explorações agro-silvo-pastoris associadas ao Sítio da Rede Natura Guadiana para conhecerem as boas e más práticas na poda da azinheira e identificarem os diferentes sistemas pecuários e os respectivos efeitos no montado.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima