Autarcas do Litoral querem reunir com Costa sobre o HLA

Autarcas do Litoral querem reunir com Costa sobre o HLA

A Comunidade Intermunicipal do Alentejo Litoral (CIMAL) solicitou uma reunião ao primeiro-ministro, no sentido de alertar António Costa para o agravamento da qualidade dos cuidados de saúde prestados pelo Hospital do Litoral Alentejano (HLA), em Santiago do Cacém, que serve 98 mil habitantes. De acordo com a CIMAL, o sub-financiamento do HLA, “cuja capitação define uma transferência de verbas insuficientes e proporcionalmente muito inferiores à esmagadora maioria das restantes unidades hospitalares, repercute-se não apenas ao nível da gestão, mas também na capacidade de atracção de recursos humanos, em especial médicos e enfermeiros, e na fixação de especialistas”.
“A situação de fragilidade do HLA e da Unidade Local de Saúde, que engloba os centros e as extensões de Saúde de todo o Alentejo Litoral, tem vindo a degradar-se, podendo, a curto-prazo, comprometer ainda mais a prestação dos serviços à população”, acrescenta a CIMAL.
Os autarcas lembram ainda que “ao longo dos últimos anos” têm desenvolvido “um conjunto de diligências com o objectivo de reverter esta situação e garantir a qualidade da prestação de cuidados primários e hospitalares na sub-região”, aguardando igualmente nova audiência com o ministro da Saúde, solicitada em Outubro.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima