Associações de desenvolvimento local preocupadas com futuro dos Centros Novas Oportunidades

Associações de desenvolvimento local preocupadas com futuro dos Centros Novas Oportunidades

Três associações de desenvolvimento local do Baixo Alentejo e Algarve, promotoras de Centros de Novas Oportunidades (CNO), exigiram esta terça-feira, 6, o "esclarecimento imediato" do Governo sobre o futuro do programa, alegando que as incertezas estão a causar uma "insuportável indefinição".
A posição conjunta da Esdime e Rota do Guadiana, do Baixo Alentejo, e In Loco, do Algarve, três das quatro associações de desenvolvimento local promotoras de Centros de Novas Oportunidades naquelas regiões, surge expressa num comunicado onde exigem também o "esclarecimento imediato" do Governo sobre o papel que as associações de desenvolvimento local vão assumir na implementação do Sistema de Reconhecimento, Validação e Certificação de Competências (RVCC).
Tem havido uma "ausência total de comunicação oficial sobre as intenções" do Governo em relação ao futuro do programa Novas Oportunidades e do sistema de RVCC, o que causa "uma insuportável indefinição" entre as associações e equipas de trabalho, diz o presidente da Esdime, David Marques.

<b>MAIS INFORMAÇÃO NA EDIÇÃO DE 9 DE DEZEMBRO DO "CORREIO ALENTEJO", NAS BANCAS A PARTIR DE QUINTA-FEIRA</b>

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima