Associação de artesãos "renasce" no Norte Alentejano

Associação de artesãos

A Associação de Artesãos do Norte Alentejano (ANARA) foi reactivada, após 12 anos de interrupção.
A ANARA foi criada em 1998, mas acabou por se diluir em 2002, porque, segundo o seu presidente, José Carlos Tapadejo, “cresceu demasiado e ganhou uma dimensão muito grande, [que] depois não conseguiu aguentar porque lhe faltavam as bases”.
A associação acaba por renascer em 2014 e o próximo passo é, de acordo com José Carlos Trapadejo, ajudar os artesãos a obter a carta de artesão junto do Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP), entidade que certifica este tipo de actividades.
A ANARA pretende também marcar presença em feiras nacionais, nomeadamente na Feira Internacional de Lisboa (FIL).
“Queremos criar bases sólidas e daí estarmos mais ligados a Castelo de Vide, porque foi aí que encontrámos um porto seguro que nos garante algumas condições de trabalho”, frisa o presidente da ANARA.
A associação conta actualmente com 22 artesãos, entre os que se mantiveram desde a criação e os que entraram mais recentemente.
Além de Castelo de Vide, a associação marca presença noutros municípios: “Temos as cortiças em Portalegre, a cerâmica em Nisa, em Marvão as doçarias, os licores, os bordados de castanha, e no Crato alguma cerâmica, nomeadamente a flor de rosa”, conclui José Carlos Tapadejo, referindo que Castelo de Vide reúne todos estes costumes.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima