Assembleia e Câmara de Odemira contra fecho da prisão feminina

Assembleia e Câmara de Odemira

A Assembleia e a Câmara Municipal de Odemira aprovaram, por unanimidade, uma moção contra o encerramento do Estabelecimento Prisional Feminino de Odemira (EPFO), anunciada pelo Governo em 2017.
Na moção, aprovada por unanimidade por ambos os órgãos autárquicos, é argumentado que o EPFO “é um factor importante de combate à desertificação do território e ao mesmo tempo um incentivo ao crescimento económico”, proporcionando vários postos de trabalho directos e indirectos.
Além do mais, acrescenta a moção, “a direcção do EPFO tem uma articulação funcional com as entidades locais na reintegração das reclusas no mercado de trabalho, tendo consistentemente colocação para as reclusas no mercado de trabalho local quer seja no Município de Odemira ou nas diversas empresas agrícolas da região”.
Tudo isto leva a Assembleia e a Câmara Municipal a defenderem igualmente a dinamização de um grupo de trabalho, com representantes dos diversos órgãos autárquicos do Município de Odemira, para sensibilização o Governo e obstar ao fecho do estabelecimento.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima