Assembleia da República aprova resolução do PCP sobre mina de Aljustrel

Assembleia da República aprova resolução do PCP sobre mina de Aljustrel

A Assembleia da República aprovou na sexta-feira, 18, uma proposta de resolução do PCP que exige o cumprimento dos compromissos relativos à reentrada em laboração da mina de Aljustrel, anuncia fonte oficial da bancada parlamentar comunista.
De acordo com a mesma fonte, o deputado do PCP eleito por Beja, João Ramos, defendeu na sua declaração de voto que "o processo de Aljustrel é um bom exemplo de como se entregam recursos públicos a privados sem que lhe sejam exigidas as contrapartidas assumidas", além de ser "também um bom exemplo de como os recursos públicos e a posição institucional foram utilizados para servir estratégias eleitorais, locais e nacionais".
Nesse âmbito, a resolução aprovada pela Assembleia da República recomenda ao Governo que, entre outros aspectos, "garanta a entrada imediata em extracção das minas de Aljustrel conforme tinha sido prometido para meados de 2009", "garanta a reposição do número de postos de trabalho existente antes do encerramento das minas" e "acompanhe de forma exaustiva a execução dos compromissos assumidos pelo concessionário das minas, tendo em conta que lhe foram disponibilizados mais de 130 milhões de euros do erário público".
A mesta fonte do PCP acrescenta ainda ter sido "lamentável" a postura do PS na votação da resolução, até porque, sustenta, pela voz da deputada eleita por Beja, Conceição Casanova, tem vindo, "tanto na discussão do projecto na Comissão de Assuntos Económicos como na declaração de voto efectuada após a votação", a defender "que a mina já está a laboral" e a repetir "o anúncio de que brevemente irá sair da empresa cobre que já foi vendido", além de se satisfazer "com os 400 postos de trabalho existentes".

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima