ASPIG critica falta condições de postos da GNR no Baixo Alentejo

ASPIG critica falta condições de

A Associação Sócio – Profissional Independente da Guarda (ASPIG) critica a falta de condições de vários postos da GNR e do Destacamento de Trânsito no distrito de Beja.
Em comunicado, a associação vinca que esta situação obrigou a que em Serpa, Ferreira do Alentejo, Mértola e Beja os militares da Guarda tenham sido deslocalizados para localidades que não são sede de concelho “a coberto de promessas políticas de que se tratava de situações provisórias e de curto prazo mas que, infelizmente, na prática, tendem a eternizar-se”.
A associação sublinha igualmente que a desmotivação dos militares da GNR “atingiu níveis preocupantes” devido “às ‘brutais’ medidas de contenção, cortes nos salários, ausência de um horário de trabalho de referência e disponibilidade permanente”, além de que “a garantia e a certeza quanto à carreira profissional se desvaneceu, por força de um ‘pacote’ legislativo defraudador das legítimas expectativas dos militares”.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima