Arcebispo de Évora desafia católicos a “aliviar misérias humanas”

Arcebispo de Évora desafia

O arcebispo de Évora, José Alves, desafia os católicos a adoptarem "o estilo de Deus" e passarem aos outros a sua "riqueza espiritual", através da "ousadia de ver, tocar e aliviar as misérias humanas".
"Se estivermos animados pelo Espírito de Cristo, a riqueza espiritual poderá passar para os outros, através da nossa pobreza pessoal e comunitária, nomeadamente se tivermos a ousadia de ver, tocar e aliviar as misérias humanas", escreve o prelado.
Na sua mensagem quaresmal, enviada à Agência Lusa, José Alves salienta que Deus "não se serviu nem da riqueza nem do poder humano, mas da pobreza e do amor".
Nesse sentido, propõe aos católicos como renúncia quaresmal "o desprendimento de alguns bens" para que possam aumentar a sua capacidade de "acolher os dons espirituais, com os olhos postos em pessoas que optaram pelo despojamento dos bens".
Assim, podem contribuir para "o enriquecimento espiritual" da actual sociedade, "cada vez mais materialista e carecida de valores", acrescenta.
A renúncia quaresmal da Arquidiocese de Évora vai este ano para a construção do mosteiro das Monjas de Belém, no lugar de Vale Covo, da paróquia do Couço, no concelho de Coruche (Santarém).
Segundo José Alves, já foi edificada "uma pequena parte" do mosteiro, onde actualmente vivem cinco monjas, que "pretendem agora avançar com a segunda fase das obras, que é a principal e está orçada em 900 mil euros".

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima