APG exige que segurança do aeroporto de Beja seja assegurada pela GNR

APG exige que segurança do aeroporto de Beja seja assegurada pela GNR

A Associação dos Profissionais da Guarda (APG/GNR) exigiu esta quinta-feira, 15, ao Governo que cumpra a Lei Orgânica da GNR e atribua a segurança do aeroporto de Beja à Guarda, criticando o “duplo policiamento” GNR/PSP da infra-estrutura.
"O que exigimos, unicamente e de imediato, é que a tutela [Ministério da Administração Interna] faça o cumprimento da lei orgânica da GNR”, que atribui à guarda a competência de segurança do aeroporto de Beja, disse à Agência Lusa o coordenador da Zona Sul da APG/GNR, António Barreira.
A actual Lei Orgânica da GNR, que entrou em vigor em Novembro de 2007, atribui à força de segurança, entre outras, a competência de “manter a vigilância e a protecção de pontos sensíveis”, como infra-estruturas aeroportuárias.
O aeroporto de Beja situa-se na freguesia rural de São Brissos, uma área da responsabilidade da GNR, e, por isso, a APG/GNR “nunca teve dúvidas de que o policiamento” da infra-estrutura “deveria ficar a cargo” da Guarda, como “determina” a Lei Orgânica da GNR.
Perante esta exigência da APG, o director da infra-estrutura, Pedro Beja Neves, explicou à Lusa que a segurança do aeroporto de Beja “é assegurada pela PSP e pela GNR”, já que “estão elementos das duas forças na portaria e quando há voos a GNR zela pela segurança no lado terra e a PSP no lado ar”.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima