António Bota quer reforçar apoios sociais em Almodôvar

António Bota quer reforçar

O reforço de apoios municipais a carenciados e a criação de condições para fixar jovens no concelho de Almodôvar são as principais prioridades do novo autarca local.
Devido à crise, a Câmara de Almodôvar quer "reforçar apoios sociais" que presta a carenciados, sobretudo através do Cartão Almodôvar Solidário, disse à Agência Lusa António Bota, que nas últimas autárquicas conquistou o município que o PS tinha perdido para o PSD há 12 anos.
"Queremos que as pessoas com mais carências sociais vejam a câmara como uma entidade que as ajuda", frisou, referindo que a autarquia vai passar a comparticipar a totalidade dos medicamentos comprados pelos titulares do cartão, aumentando a comparticipação de 45% para 100%, num montante máximo anual de 170 euros por pessoa.
Segundo António Bota, a Câmara também quer avançar com mais acordos com empresas do concelho para reforçar os apoios a carenciados prestados através do Cartão Almodôvar Solidário, como descontos em bens e serviços adquiridos no comércio local.
O cartão beneficia pensionistas com 60 ou mais anos e reformados por invalidez com menos de 60 anos, cujo rendimento mensal não ultrapasse o salário mínimo nacional, e doentes crónicos ou dependentes, cujo rendimento mensal do agregado familiar não exceda dois salários mínimos nacionais.
Segundo António Bota, outra das prioridades do novo executivo camarário é lançar medidas para "criar condições para que os jovens fiquem no concelho de Almodôvar".
Entre as várias medidas, o autarca destacou a criação de bolsas para jovens criarem o próprio emprego, "em conjunto com programas lançados pelo Governo", de uma incubadora de empresas e de protocolos com empresas do concelho para "dar estágios a jovens e permitir-lhes ganhar experiência profissional".
Outra das medidas é a criação em Almodôvar de um festival de música para a juventude, a decorrer anualmente no Verão, indicou o autarca, explicando que "a ideia é envolver os jovens na organização e no desenvolvimento do festival", o que poderá "criar alguns postos de trabalho".

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima