Amália Rodrigues recordada em Odemira

Amália Rodrigues

Amália Rodrigues, a maior fadista de todos os tempos, faleceu há 20 anos e a sua vida e obra vai voltar a ser recordada na pequena aldeia do Brejão, no concelho de Odemira, onde passava grandes temporadas na sua casa de praia.
A iniciativa “Odemira Recorda Amália”, que vai decorrer neste fim-de-semana, 11 e 12 de Outubro, resulta de uma parceria da Câmara de Odemira com a Fundação Amália e a Associação Cultural e de Desenvolvimento Económico-Social do Brejão.
O evento assinala o início das comemorações do centenário do nascimento da fadista, que se estenderão até ao final de 2020 em todo o país, e visa, segunda a autarquia, “homenagear a grande voz do fado na localidade do Brejão” e “manter viva a sua ligação ao território odemirense”.
Nesse sentido, nesta sexta-feira, 11, é exibido no Centro Sócio-cultural do Brejão, pelas 21h30, o filme “Amália”, realizado por Carlos Coelho da Silva em 2008. A actriz Sandra Barata Belo interpreta Amália na película, que conta ainda com Carla Chambel, Ricardo Carriço, José Fidalgo, António Pedro Cerdeira, Ricardo Pereira e António Montez nos principais papéis.
No sábado, 12, os interessados poderão visitar livremente a casa de férias da Amália Rodrigues no Brejão entre as 10h00 e as 17h00. Também às 17h00 decorre uma missa campal na Quinta da Amália, que incluirá a interpretação de diversos fados de Amália pela fadista Ana Valadas.
E à noite, pelas 21h30, realiza-se uma “Noite de Fados” no Centro Sócio-cultural do Brejão, que contará com a actuação das fadistas Ana Valadas, Joana Luz e Fábia Rebordão.
Paralelamente, a Biblioteca Municipal José Saramago, em Odemira, recebe até final deste mês de Outubro uma mostra documental sobre a vida e obra de Amália Rodrigues.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima