"Alqueva pronto no final de 2015", reafirma ministra

"Alqueva pronto no final

A ministra da Agricultura e do Mar, Assunção Cristas, assegurou esta segunda-feira, 26 de Maio, que as obras no Alqueva estarão concluídas até ao final do ano de 2015.
"As obras estarão concluídas no final de 2015. Estamos a trabalhar para essa meta ser cumprida e todos os contratos já estão lançados", afirmou aos jornalistas governante, à margem do seminário "Investir no potencial agrícola do Alqueva", promovido pela EDIA, pelo Banco Espírito Santo e pelo "Jornal de Negócios", em Lisboa.
Durante o evento, a ministra já tinha referido que o Governo está a "trabalhar a todo o vapor para concluir o Alqueva no tempo previsto".
Em termos de investimento, de acordo com a responsável, "entre o que está em marcha e o que falta concretizar", está em causa uma verba de 500 milhões de euros.
Assunção Cristas considerou que "tão ou mais importante quanto concluir a obra no prazo previsto, é assegurar que os agricultores e produtores aderem ao projecto", garantindo ser "provável" que a taxa de regadio no Alqueva supere este ano o registo alcançado em 2013.
"Vamos conseguir chegar aos 80%", afirmou, sublinhando que é "um trabalho intenso e diário" que tem sido desenvolvido quer pela EDIA, quer pelo executivo de Passos Coelho, mas que depende essencialmente dos agricultores e produtores.
A governante realçou ainda que existem "três grandes desafios para o Alqueva", que passam pela industrialização, a inovação e a internacionalização.
Quanto ao último ponto, Assunção Cristas destacou que, actualmente, os agricultores e produtores presentes no Alqueva já escoam cerca de 130 produtos distintos para 74 países diferentes.
"Em 2013, houve um crescimento de 7,8% das exportações de produtos agrícolas, o que, em cima do crescimento de 7% em 2012, é assinalável", frisou.
Segundo Cristas, "o Alqueva é um projecto único na Europa e chegará até Sines, desenvolvendo a parte industrial de Sines".
Refira-se que já no final de Abril, durante a sua visita ao Ovibeja, o primeiro-ministro Pedro Passos Coelho tinha garantido a conclusão do Alqueva “até ao final de 2015”.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima