ADP de Beja contesta e considera "uma machadada" fim dos comboios Intercidades

ADP de Beja contesta e considera "uma machadada" fim dos comboios Intercidades

A Associação de Defesa do Património de Beja contestou ontem à noite o alegado fim das ligações directas de comboio Intercidades entre a cidade e Lisboa, que considera “inaceitável” e será “mais uma machadada” no desenvolvimento do Baixo Alentejo.
A associação promoveu um encontro com a população, na Biblioteca Municipal de Beja, para “debater” o assunto e “ouvir o que as pessoas pensam”.
“É completamente inaceitável e mais uma machadada no desenvolvimento do Baixo Alentejo e do aeroporto de Beja”, porque “não consigo ver o desenvolvimento de uma região e de um aeroporto sem boas ligações ferroviárias e viárias”, disse o presidente da associação Florival Baiôa.
Segundo o responsável, a confirmar-se o fim da ligação, “Beja passará a ter uma ligação indirecta a Lisboa e deixará de existir a Linha Sul-Sueste, que passará a Ramal de Beja”.
Florival Baiôa contestou também o eventual fim das ligações ferroviárias entre Beja e Funcheira, o que irá “deixar Beja sem ligação ao Algarve por comboio”.
A Agência Lusa contactou a directora de comunicação da CP, Ana Portela, que disse que “ainda não há uma decisão definitiva” sobre as ligações entre Beja e Lisboa e Beja e Funcheira.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima