Adega de Borba quer duplicar vendas de vinho no estrangeiro

Adega de Borba quer duplicar

A Adega Cooperativa de Borba está a desenvolver “estratégias para duplicar”, nos próximos cinco anos, as vendas dos seus vinhos no mercado externo, que valem actualmente cerca de 15 por cento da facturação.
“Queremos que, a médio prazo (cinco anos), a exportação possa valer o dobro da [percentagem] que temos actualmente”, afirma o director executivo da Adega de Borba, Manuel Rocha, em declarações à Agência Lusa.
O responsável adiantou que a empresa pretende apostar em três clusters, constituído por Angola e Brasil, Reino Unido, Alemanha e EUA e pelos países emergentes, como a China e a Rússia.
A empresa alentejana aumentou no ano passado o seu volume de negócios em 16,4 por cento para os 16,9 milhões de euros, em relação a 2011, e, no primeiro trimestre deste ano, apresentou um “saldo positivo”, muito à custa do mercado nacional.
O director executivo da Adega de Borba reconhece que a empresa está “muito dependente do mercado nacional”, mas salienta que, com uma “estratégia adequada e investimentos adequados de promoção”, têm sido “atingidos os objectivos”.
“Num contexto económico tão adverso, estamos satisfeitos por apresentar um crescimento de dois dígitos”, realça.
Considerando que o mercado nacional está com “grandes dificuldades”, em parte pelo “momento crítico” da restauração, Manuel Rocha referiu que a adega procurou “novas estratégias que permitam não perder vendas no canal horeca e encontrar outras alternativas” nos mercados interno e externo.
O responsável adiantou ainda que a nova adega da empresa, que envolveu um investimento de quase 12 milhões de euros, com apoio de fundos comunitários, vai ser inaugurada este ano e já vai funcionar a “100 por cento” na próxima vindima.
A adega reúne cerca de 300 viticultores, que cultivam cerca de 2.100 hectares de vinha (70 por cento de uvas tintas e 30 por cento de uvas brancas), nos concelhos de Borba, Estremoz e Vila Viçosa.
Fundada em 1955, foi a primeira de um conjunto de adegas cooperativas constituídas no Alentejo.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima