ACT volta a inspeccionar herdade em Castro Verde

ACT volta a inspeccionar

A Autoridade para as Condições do Trabalho (ACT) vai continuar a averiguar a situação dos trabalhadores romenos na Herdade do Laranjo e São Pedro, em Castro Verde.
Os inspectores da Unidade Local do Litoral e Baixo Alentejo da ACT, acompanhados por militares da GNR, realizaram na última sexta-feira, 22, nova visita à exploração agrícola situada na freguesia de São Marcos da Atabueira, no sentido de verificar se tinham sido tomadas as devidas medidas no que respeita à situação laboral de trabalhadores romenos, bem como às condições de segurança, higiene e habitabilidade das instalações sociais da empresa.
Fonte da ACT adianta ao “CA” que na ocasião apenas se encontravam na herdade 24 trabalhadores romenos, “constatando-se que não existiam os menores nem as raparigas detectados na primeira visita".
“Relativamente aos trabalhadores romenos que continuam na empresa, a ACT vai prosseguir as averiguações no que respeita à sua regularização no âmbito do destacamento de trabalhadores para território português”, refere a mesma fonte.
Quanto às instalações sociais e de alojamento dos trabalhadores, estas continuam “sem reunir as condições mínimas de higiene e utilização, pelo que serão aplicados procedimentos coercivos (autos de notícia), nomeadamente, no que respeita às instalações eléctricas, locais de descanso, chuveiros e instalações sanitárias”, acrescenta a ACT em comunicado.
Esta segunda visita dos inspectores da ACT à Herdade do Laranjo e São Pedro surge depois de a 18 de Novembro, juntamente com a GNR, ter identificado 32 estrangeiros e três portugueses a viver em "condições precárias" e a trabalhar na apanha da azeitona naquela exploração agrícola do concelho de Castro Verde.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima