Acção social é prioridade para candidato PS em Castro Verde

Acção social é prioridade para

A acção social será uma das grandes prioridades da Câmara de Castro Verde caso o candidato do PS ganhe as eleições autárquicas do próximo domingo, 29 de Setembro.
A garantia foi dada pelo próprio António José Brito esta quinta-feira, 26, em conferência de imprensa realizada em Santa Bárbara de Padrões, após uma visita ao novo lar de terceira idade daquela freguesia.
Trata-se de “uma obra de toda a população que, seguramente, logo que for inaugurada, vai servir os idosos com grande qualidade”, afirmou o candidato do PS, para logo acrescentar que “a acção social e os cuidados com as pessoas são fundamentais para o PS e serão prioridade no próximo mandato”.
Nesse sentido, António José Brito propõe “medidas muito concretas e que passam por uma atenção mais permanente, mais próxima e mais cuidada com as pessoas, sempre em coordenação muito estreita com o Centro de Saúde de Castro Verde e com as IPSS”.
“Vai ser um trabalho feito em conjunto por todos, mas onde a Câmara não se demitirá de assumir as suas responsabilidades como tem feito até aqui”, disse António José Brito, que quer na autarquia castrense um Gabinete de Acção Social “com mais profissionais e uma estratégia mais forte para coordenar e fomentar parcerias que contribuirão para agir junto de toda a população”.
“E queremos assumir o seguinte: com o PS, a solidariedade com quem mais precisa será a primeira de todas as prioridades”, reforçou.
O cabeça-de-lista do PS disse ainda que uma das propostas que pretende concretizar em caso de eleição é a aquisição de unidade móvel de saúde, “que irá ao encontro das pessoas e ter um trabalho como o que é feito em vários concelhos”.
“Esta unidade não contribuirá, muito pelo contrário, para o fecho dos postos de saúde em cada sítio. Esta unidade vai ser complementar a esse serviço médico semanal ou diário que vai continuar a ser prestado pelo Centro de Saúde de Castro Verde”, afiançou.
António José Brito aproveitou ainda a conferência de imprensa para criticar “o modo ofensivo, a forma desrespeitosa, os ataques pessoais e as críticas completamente infundadas que a CDU e o seu candidato” lhe têm feito e à candidatura do PS.
“Creio que as populações do concelho de Castro Verde saberão no próximo domingo, nas urnas, dar uma resposta concreta que vai penalizar esta atitude desrespeitosa, anti-democrática, de má-língua, de dizer mal e de não combater o adversário com argumentos políticos, muito pelo contrário”, concluiu.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima