1.700 utentes sem médico de família na área da ULSBA

1.700 utentes sem médico

Nos 13 concelhos que integram a ULSBA – Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo (Odemira integra a Unidade do Litoral Alentejano) existem 1.700 utentes sem médico de família.
O número é avançado pela própria administração da ULSBA, que justifica a situação por ainda não ter conseguido substituir uma médica que se reformou.
“No entanto, estes utentes que temporariamente não têm médico de família atribuído, têm o seu acesso aos cuidados de saúde assegurados nas consultas de recurso das várias unidades funcionais prestadoras de cuidados de saúde primários”, acrescenta fonte do conselho de administração da ULSBA ao “CA”.
De acordo com a mesma fonte, é provável que a situação seja resolvida já em Junho, com a conclusão do internato de especialidade de Medicina Geral e Familiar.
Com “a existência de candidatos interessados em fixarem-se na ULSBA e a garantia da abertura de vagas para os mesmos pensamos ter, a curto-prazo, este problema resolvido”, sendo a nossa “pioneira na disponibilização integral de médico de família a todos os seus utentes”, acrescenta.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima