Voleibol é “aposta ganha” no FC Castrense

A aposta do FC Castrense no voleibol está ganha! A mais recente secção do emblema de Castro Verde tem crescido de época para época em número de atletas e conta hoje com uma equipa sénior feminina a disputar o campeonato nacional da 3ª divisão, a que se juntam os jovens dos escalões de formação que participam nas competições regionais.

“Sem dúvida alguma que é uma modalidade em crescimento” no seio do FC Castrense, afirma com entusiasmo o técnico Rúben Lança, um dos responsáveis pela secção de voleibol do clube.

De acordo com Rúben Lança, foram as boas prestações das atletas da equipa sénior ao longo dos últimos anos que acabaram por despertar o interesse dos mais jovens pela modalidade.

“Quando abrimos inscrições para a escola de voleibol do FC Castrense, nunca pensámos ser possível ter três equipas de formação, ainda mais com os números que temos. Nos minis, dos seis aos 12 anos, temos mais de 25 atletas e nos juvenis masculinos e femininos temos cerca de 40 atletas”, revela.

Rúben Lança acrescenta que o voleibol veio igualmente “trazer uma abertura ao desporto feminino” em Castro Verde.

“Era uma lacuna que o clube tinha, apesar da patinagem artística, e o voleibol veio trazer esta abertura para o desporto feminino e tem sido um sucesso”, diz.

Esta realidade leva Rúben Lança a antever muitos sucessos para o futuro da secção de voleibol do FC Castrense, que conta “já com uma estrutura forte”.

“Temos feito um trabalho fantástico e a ambição é dentro de dois ou três anos termos todos os escalões de formação, para alimentar a equipa sénior e podermos ter uma base de sustentabilidade para o futuro” e “para os próximos largos anos”, conclui o técnico.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima