Vila de Mértola recebe Feira da Caça 2017

Vila de Mértola recebe

Uma mostra de artigos de caça, demonstrações de falcoaria e cetraria, provas de tiro aos pratos, concursos nacionais, caçadas, gastronomia e animação musical são alguns dos (muitos) destaques da VIII Feira da Caça de Mértola. O certame arranca esta sexta-feira, 20, e vai decorrer até domingo no Pavilhão Desportivo Municipal, numa organização da Câmara Municipal com o objectivo de promover as potencialidades cinegéticas de Mértola, “a capital nacional da caça”!
A feira é inaugurada às seis da tarde desta sexta-feira, 20, numa cerimónia que contará com a presença do secretário de Estado da Floresta e Desenvolvimento Rural, Miguel Freitas. Antes será lançada a publicação O impacto económico da caça na economia nacional e assinado um protocolo entre a Câmara de Mértola e o Instituto Nacional de Investigação Agrária e Veterinária (INIAV).
No primeiro dia de feira destaque ainda para a apresentação do projecto “+ Coelho”, que visa o controlo da doença hemorrágica viral nos coelhos (19h00), e para a actuação da artista Bruna (22h30), além de outros grupos locais.
No sábado, 21, o dia arranca com a VIII Taça Ibérica de Santo Humberto de Mértola, que se realiza a partir das 7h00 na zona de caça da Dorde/ Santana de Cambas. Para a manhã estão ainda previstas provas de tiro aos pratos e uma corrida de cães galgos, enquanto de tarde o destaque vai para a transmissão em directo da feira do programa “Aqui Portugal”, da RTP (14h30).
Um showcooking com carne de caça (15h00) e uma demonstração de cães de parar (16h00) integram igualmente o programa do segundo dia da Feira da Caça de Mértola, que de noite conta com um concerto de Fernando Correia Marques (22h30).
A VIII Feira da Caça de Mértola termina domingo, 22, dia em que está agendada a realização do campeonato nacional de caça de salto (8h00), uma largada de perdizes, faisões, pombos e patos (9h00) e o Concurso de Mel do Parque natural do Vale do Guadiana (14h00). De tarde terá lugar nova demonstração de cães de parar (16h00) e muita música tradicional.
O certame conta ainda com um salão de exposições, onde ao longo dos três dias poderão ser vistos artigos de caça e cutelaria, espingardarias, armeiros, fauna viva, aves de rapina, cães e matilhas, uma mostra de taxidermia ou praticar vídeo-tiro.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima