Vila de Frades hasteou bandeira negra de protesto contra a extinção da freguesia

Vila de Frades hasteou bandeira negra de protesto contra a extinção da freguesia

Vila de Frades foi uma das primeiras juntas de freguesia do distrito de Beja a hastear uma bandeira negra e a afixar um cartaz na sua sede contra a extinção de freguesias prevista na reforma administrativa.
"A Junta de Freguesia de Vila de Frades é contra a extinção freguesias. A Reforma Administrativa do Governo prevê a extinção de muitas freguesias por imposição da troika. Atenção, Vila de Frades pode ser uma das visadas. Contamos com todos para lutar pelos nossos direitos" é a frase que se lê no cartaz afixado quinta-feira, 20, à entrada da junta.
O cartaz e a bandeira negra, hasteada por cima da Bandeira Nacional, ladeada pelas bandeiras do município da Vidigueira e de Vila de Frades, todas a meia haste, "marcam" o protesto da junta de freguesia.
Vila de Frades tem 942 habitantes, mas, por estar situada a menos de três quilómetros da sede de concelho, a vila da Vidigueira, poderá vir a ser extinta e agregada a outra, "nomeadamente à da sede de concelho", explicou o presidente da Junta de Freguesia de Vila de Frades, Luís Amado.
"Mesmo que Vila de Frades não tivesse apontada como uma das freguesias que pode ser extinta, somos claramente contra a extinção de freguesias, porque não é esta medida que vai resolver o problema da crise", disse o autarca.
As juntas de freguesias "recebem cerca de 0,01 por cento do Orçamento do Estado e não é esta verba que pesa", sublinhou.
Por outro lado, frisou, as juntas de freguesias, "uma ferramenta do poder local conquistada com o 25 de Abril", são "muito importantes por estarem próximas das pessoas e se algumas forem extintas perde-se essa proximidade".

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima