ULSLA preocupa autarcas do Litoral Alentejano

ULSLA preocupa autarcas

Os presidentes de câmara do Alentejo Litoral solicitaram uma audiência, “com carácter de urgência”, ao ministro da Saúde para manifestar as suas preocupações face ao funcionamento e ao financiamento da Unidade Local de Saúde do Litoral Alentejano (ULSLA).
Na carta enviada a Adalberto Campos Fernandes os autarcas de Odemira, Sines, Santiago do Cacém, Grândola e Alcácer do Sal sublinham que a ULSLA regista novamente situações de funcionamento que “suscitam as maiores preocupações”.
“Com base no conhecimento de que dispomos, nos levam a recear que se encontre em causa a garantia de determinadas valências e a prestação dos cuidados de saúde a uma população de aproximadamente 98 mil habitantes”, acrescenta a missiva.
Na opinião dos autarcas, em causa está “a actual realidade da ULSLA, da prestação de cuidados primários e hospitalares, bem como a funcionalidade dos cuidados paliativos, mas também as condições gerais de financiamento daquela unidade”.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima