ULSBA participa em estudo internacional

ULSBA participa em

A Unidade Local de Saúde do Baixo Alntejo (ULSBA), através do seu Serviço de Cirurgia Geral, é uma das 370 entidades de todo o mundo que integra o estudo prospectivo internacional “Ileus MAnaGement INtErnational–IMAGINE study”.
Promovida pela Surgical Research Collaboratives in the UK (Inglaterra) e pela EuroSurg–The European Surgical Research Network (presente em vários países da Europa, incluindo Portugal), a investigação tem por objectivos, por um lado, caracterizar a incidência do íleo pós-operatório e seu manuseamento clínico numa coorte internacional de doentes submetidos a cirurgia colo-rectal electiva e, por outro lado, avaliar o efeito e a segurança da utilização de anti-inflamatórios não-esteróides após esse tipo de cirurgia.
“Este estudo permite que doentes operados na ULSBA possam ser incluídos num estudo multicêntrico, contribuindo com dados clínicos essenciais para a produção de evidência científica que, eventualmente, possa levar a alteração de práticas clínicas para medidas mais actuais e acertadas”, sublinha ao “CA” a directora do Serviço de Cirurgia Geral da Unidade Local de Saúde.
Nesse sentido, continua Fátima Caratão, a ULSBA irá contribuir para a investigação “com dados clínicos de doentes operados a cirurgia do cólon e recto, […] respeitando obviamente o factor confidencialidade”. “O principal objectivo é identificar factores de risco e causas para o ileus pós-operatório, uma complicação muito comum neste tipo de cirurgia”, acrescenta a clínica.
Fátima Caratão reconhece ainda a participação no estudo permite, igualmente, aos profissionais da Cirurgia Geral da ULSBA adquirirem “experiência em metodologia de ensaios clínicos, essencial a uma prática clínica actual”.
“Actualmente a actividade clínica é regida por práticas com base em evidência científica. De forma a progredirmos e a dispormos desta mesma evidência, é necessária a participação e a inclusão em estudos de qualidade, de forma a podermos prestar os melhores cuidados ao doente. Para além disto, o estudo permite que os profissionais de Cirurgia Geral da ULSBA contactem e desenvolvam conhecimentos em investigação clínica, estando mais alerta para esta realidade”, conclui.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima