Turismo do Alentejo quer desenvolver olivoturismo na região

Turismo do Alentejo quer desenvolver olivoturismo na região

A Turismo do Alentejo desafia produtores de azeite e associações do sector para se unirem e desenvolverem um novo produto turístico baseado na fileira do azeite, o olivoturismo.
“Tal como sucedeu com os vinhos, queremos um caminho similar em relação aos azeites”, realça o presidente da Turismo do Alentejo, António Ceia da Silva, em declarações à Agência Lusa.
O responsável falava no final da Conferência Internacional “Olivoturismo: um novo produto turístico para o Alentejo”, que decorreu em Portalegre, no âmbito do Festival Internacional “Alentejo das Gastronomias Mediterrânicas”.
António Ceia da Silva considera que a fileira do azeite teve “uma dinâmica brutal”, do ponto de vista agrícola, ao longo dos últimos “seis ou sete anos”, mas é o momento para o sector se lançar na área do turismo.
O presidente da Turismo do Alentejo considera que o olivoturismo “é um produto que pode vir a ser construído e alicerçado nos próximos dois ou três anos”, sendo “importante” envolver os produtores e os agentes ligados ao sector para serem criadas “dinâmicas específicas”.
“Queremos criar a marca e o marketing dos azeites do Alentejo e estruturar a oferta e o produto”, diz Ceia da Silva, destacando a necessidade de serem criados novos produtos, como SPA de azeite, e roteiros pelos lagares da região.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima