Treinador de Castro na final da Taça da Noruega

Treinador de Castro na

E se de repente um treinador natural de Castro Verde vencesse a Taça da Noruega? Um cenário improvável que pode tornar-se realidade este domingo, 20, quando chegar ao final a partida entre o Rosenborg e o Kongsvinger.
A partida está agendada para as 12h15 e os primeiros são mais que favoritos diante dos segundos, que militam na 2ª divisão nacional da Noruega e que têm no banco uma dupla de treinadores portugueses: o lisboeta Luís Pimenta e o castrense Gonçalo Pereira.
As possibilidades de vitória são escassas, mas o sonho comanda a vida e Gonçalo Pereira acredita nada é impossível… muito menos no futebol!
“As finais não são para se jogar, são para se vencer – sempre ouvi dizer isto e sempre foi uma máxima na minha vida. Logicamente, que o Rosenborg é uma equipa difícil e que o favoritismo (teórico) está do lado deles, mas recordo que nas meias finais jogámos fora contra uma das melhores equipas da Noruega [Stromgodset] e ganhámos – justamente”, afirma ao “CA” o jovem técnico natural de Castro Verde.
“A única certeza que tenho é, que no final do jogo, vamos ser aplaudidos, qualquer que seja o resultado. E se puder ser com a taça na mão, muito melhor”, acrescenta.
Com ou sem Taça, Gonçalo Pereira não esconde que estes têm sido dias inesquecíveis em Kongsvinger, cidade com pouco mais de 17 mil habitantes e situada na zona mais a sul do país.
“Quando passeio pelas ruas da cidade, tenho pessoas a abordar-me, dizendo que é um dos dias mais felizes das suas vidas, logo atrás do nascimento dos filhos. Isso faz-me olhar com muito orgulho para todo o percurso que vimos realizando, não só esta temporada, mas também a passada. É um sentimento de realização e dever cumprido”, sublinha.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima