Trabalhadores de empresa metalomecânica de Beja iniciam greve "por tempo indeterminado"

Trabalhadores de empresa metalomecânica de Beja iniciam greve "por tempo indeterminado"

Os trabalhadores da empresa Metalomecânica Projectos Industriais (MPI), de Beja, que têm pagamentos de salários e subsídios em atraso, iniciam às 8h00 desta terça-feira, 20, uma greve "por tempo indeterminado".
De acordo com fonte do Sindicato dos Trabalhadores das Indústrias Transformadoras, Energia e Actividades do Ambiente do Sul, a decisão dos trabalhadores foi tomada na última sexta-feira, 16, durante um plenário.
Em causa está, diz o sindicato, a falta de pagamento do subsídio de Natal de 2011, metade do salário de Janeiro, o salário de Fevereiro e o subsídio de alimentação aos trabalhadores.
O sindicato refere ainda que 86 dos trabalhadores disseram aceitar suspender a greve e voltar ao trabalho "quando forem pagos todos os salários em atraso".
Os trabalhadores lamentam que o administrador da empresa "não dialogue com os trabalhadores nem com os seus representantes" e repudiam a sua pretensão de "transferir 12 trabalhadores da empresa a laborar na Lisnave para as instalações de Beja com a intenção de substituírem os trabalhadores que vão entrar em greve".
Entretanto, os trabalhadores pretendem igualmente solicitar a intervenção da Autoridade para as Condições do Trabalho de Beja, devido à "violação da lei na substituição dos trabalhadores grevistas".

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima