Televisão Digital Terrestre (TDT) com sinal fraco em 25% do concelho de Odemira

Televisão Digital Terrestre (TDT) com sinal fraco em 25% do concelho de Odemira

Cerca de um quarto do território do concelho de Odemira, onde vivem “quatro mil pessoas”, a maioria idosos isolados, está “com problemas” para receber o sinal da Televisão Digital Terrestre (TDT), denuncia o autarca local.
“As coisas estão muito más. Temos um conjunto de freguesias muito afectado” e “as pessoas, mesmo comprando os aparelhos [descodificadores], estão com problemas de ligação”, afirma José Alberto Guerreiro, presidente do Município.
Odemira é um dos concelhos onde a TDT substituiu o sinal analógico de televisão, com o desligamento, na última segunda-feira, 23, do emissor da Fóia (Algarve) e de vários retransmissores.
Segundo o presidente da Câmara Municipal, o sinal de TDT “é fraco ou inexistente” em “cerca de 25 por cento do território”, afectando sobretudo as freguesias serranas de São Teotónio, São Luís e Sabóia, com “cerca de quatro mil” habitantes.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima