Sons do Mediterrâneo na vila de Castro Verde

Câmara de Castro Verde - 7 Sóis 7 Luas 2024

Concertos, cante alentejano, teatro, gastronomia e exposições são alguns dos destaques da passagem do Festival Sete Sóis Sete Luas por Castro Verde, neste fim de semana, dias 24 a 26 de maio, para promover “as diferentes formas de expressão cultural do Mediterrâneo e do mundo lusófono”.

A iniciativa é promovida pela Câmara Municipal e parceria com a Associação Sete Sóis Sete Luas e diversas instituições do concelho, decorrendo entre a Igreja dos Remédios e o anfiteatro municipal”.

“A aposta passa por proporcionar momentos de partilha, aprendizagem e descoberta, através da realização de diferentes espetáculos e apresentações de rua, mas também de iniciativas onde a componente local será valorizada”, revela ao “CA” o vice-presidente da autarquia castrense, David Marques.

O Festival Sete Sóis Sete Luas arranca pelas 18h30 desta sexta-feira, 24, com a abertura de um mercadinho, no espaço que compreende a Igreja dos Remédios e a Rua D. Afonso Henriques, com bancas de artesanato e produtos locais.

Neste primeiro dia sobem ao palco Os Ganhões de Castro Verde às 19h00, os Bossa & Morna (Portugal/Brasil/Cabo Verde) às 19h30, o Grupo de Sevilhanas de Castro Verde e Ana González Y Su Gente (Andaluzia) a partir das 21h30, e o DJ Arrlomp (23h30).

No sábado, 25, está prevista a apresentação da peça “Zé do Burrinho e Chico Ovelha Unplugged”, pelo Luar Teatro (14h30), um wokshop de gastronomia com a chef eslovena Paolina Grcar (16h30) e a atuação dos grupos de Violas Campaniças de Castro Verde (17h30) e Recanto (19h30). Mais à noite há música com a italiana Fiorenza Calogero (21h30) e o DJ Groovelicious (23h30).

A passagem do Festival Sete Sóis Sete Luas por Castro Verde termina no domingo, 26, dia em que há animação de rua com a Banda às Riscas (10h30), um workshop de percussão “para miúdos e graúdos” (15h00) e outro de culinária com Paolina Grcar (16h30).

Às 17h00 atua o grupo de percussão Rufar & Bombar, seguindo-se os portugueses Alma Sul (18h00) e os bascos Korrontzi (19h00).

Durante os três dias de evento estará disponível um espaço de comes e bebes, garantido pela Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Castro Verde.

Opinião

Carlos Pinto

21 de Junho, 2024

O Segredo de justiça existe?

Vitor Encarnação

21 de Junho, 2024

Solidão

Carlos Pinto

7 de Junho, 2024

O problema da imigração

Napoleão Mira

7 de Junho, 2024

Mestre Vargas, Um Barbeiro Invulgar

Carlos Pinto

24 de Maio, 2024

Tensão extrema!

Vitor Encarnação

24 de Maio, 2024

Sábado à noite

Anterior
Seguinte

EM DESTAQUE

ULTIMA HORA

Role para cima