Socialistas e comunistas à "conquista" da Câmara de Beja

Socialistas e comunistas à

Em 2013, a Câmara de Beja volta a ser disputada por comunistas e socialistas, com o PS a querer manter a maioria absoluta no município "conquistado" em 2009 à CDU, a qual pretende recuperar o antigo "bastião" comunista.
"É lógico que pretendemos [PS] manter a maioria na câmara e ganhar a maioria na Assembleia Municipal de Beja", detida pela CDU, disse à Agência Lusa o presidente do Município, o socialista Jorge Pulido Valente, que se recandidata nas eleições autárquicas de 2013 para tentar um segundo mandato.
Jorge Pulido Valente disse que se recandidata para continuar o projecto que iniciou em 2009, quando foi eleito, acabando com o domínio comunista de 33 anos na Câmara de Beja.
Segundo o autarca, o PS quer conquistar a maioria na Assembleia Municipal de Beja não por ser "preocupante" partilhar as decisões com outros partidos, mas porque a maioria CDU naquele órgão, no actual mandato, tem sido "claramente de bloqueio e não construtiva".
A CDU, que pretende recuperar a Câmara de Beja, está num processo de discussão para escolher o candidato à presidência do município, cujo nome deverá ser divulgado no início de 2013, disse à Lusa o responsável da Direcção da Organização Regional de Beja do PCP, Miguel Madeira.
A gestão socialista na Câmara de Beja tem sido "uma completa fraude", disse Miguel Madeira, referindo que é "absolutamente determinante interromper o ciclo de desastre e incompetência da gestão PS e devolver o concelho às pessoas que nele vivem e trabalham".
"A CDU é a força que está em melhores condições de poder devolver o concelho às pessoas e essa é a razão pela qual o objectivo da coligação passa por ganhar a Câmara de Beja nas próximas eleições" autárquicas, disse Miguel Madeira.
Em declarações à Lusa, Mário Simões, presidente da Distrital de Beja do PSD, partido sem representação na Câmara de Beja no actual mandato, disse que o nome do candidato social-democrata à presidência da autarquia nas próximas eleições autárquicas deverá ser anunciado em Janeiro de 2013.
Segundo Mário Simões, o PSD pretende "ter um bom resultado no concelho de Beja", o que "passa, desde logo e em primeira instância, por recuperar" o único vereador que o partido tinha no executivo da autarquia e que perdeu nas últimas eleições autárquicas em 2009.
Na "corrida" à Câmara de Beja está também o movimento independente "Por Beja com todos", o segundo que se candidata ao município e que está a convidar os cidadãos a escolher o candidato à presidência da autarquia a apoiar pelo movimento.
Em 2009, os comunistas perderam para o PS a Câmara de Beja, um "bastião" histórico que tinham liderado, através da CDU ou de outras coligações encabeçadas pelo PCP, desde Dezembro de 1976, quando se realizaram as primeiras eleições autárquicas após a Revolução dos Cravos de 25 Abril de 1974.
Desde 2009, a Câmara de Beja é liderada por Jorge Pulido Valente, que tem maioria absoluta, sendo o executivo composto por quatro eleitos pelo PS e três pela CDU, força com maioria na Assembleia Municipal.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima