Seminário em Odemira debate igualdade de género e violência doméstica

Seminário em Odemira debate igualdade de género e violência doméstica

Provocar a reflexão em torno da igualdade de género e da violência doméstica, “aliando desde a componente teórica ao conhecimento de experiências locais e nacionais de trabalho nestas áreas”, é o grande objectivo do seminário “Igualdade de Género e Violência Doméstica: (Des)Igualdades (Irre)Conciliáveis”, que se realiza esta quinta-feira, 22, na Biblioteca Municipal José Saramago, em Odemira.
Realizada no âmbito da semana temática sobre “A Igualdade de Género, Violência Doméstica e Direitos das Crianças”, a iniciativa é promovida pela TAIPA – Organização Cooperativa para o Desenvolvimento Integrado do Concelho de Odemira e contará com a participação de figuras de destaque na área.
A sessão de abertura do seminário está agendada para as 9h30, com a presença da directora do Centro Regional de Segurança Social de Beja, Helena Barreto, e do presidente da Câmara de Odemira, José Alberto Guerreiro.
Às 10h00 realiza-se a conferência de João Redondo (psiquiatra e coordenador do Serviço de Violência Familiar do Centro Hospitalar Psiquiátrico de Coimbra), seguindo-se o painel de debate sobre o tema “Igualdade de Género”, em que participarão João Paiva (da Comissão para a Igualdade e Cidadania) e Magda Alves (do projecto Biblioteca Itinerante pela Igualdade da UMAR – União de Mulheres Alternativa e Resposta).
Depois de almoço, às 14h30, está previsto o painel “Violência doméstica… Afecto, medo e poder”, com a participação de Manuel Lisboa (director do Observatório Nacional de Violência e Género da Universidade Nova de Lisboa), Manuel Lopes (representante da Rede de Intervenção Integrada em Violência Doméstica do Distrito de Évora e director da Escola Superior de Enfermagem São João de Deus, da Universidade de Évora) e Ana Calhau (directora da delegação do Alentejo da Direcção Geral de Reinserção e Serviços Prisionais).

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima