Seguro visitou lagar em Ferreira e teceu críticas ao Governo

Seguro visitou lagar em Ferreira

O líder do PS acusa o primeiro-ministro de não estar “à altura do momento” de crise do país, porque a sua “única proposta” é “cortes e mais cortes, com a brutalidade daqueles que encomendou ao FMI”.
“Um primeiro-ministro resignado, um primeiro-ministro que a única proposta que apresenta aos portugueses é cortes e mais cortes, com a brutalidade daqueles que ele encomendou ao FMI, não é um primeiro-ministro que esteja à altura do momento em que o país está”, disse esta quinta-feira, 10, António José Seguro durante a sua visita ao lagar da Sovena, na Herdade do Marmelo, no concelho de Ferreira do Alentejo.
O responsável socialista acusou ainda o Governo de ter ofendido os portugueses ao elogiar, através do secretário de Estado adjunto do primeiro-ministro, o bejense Carlos Moedas, o relatório do FMI com medidas para reduzir a despesa pública, defendendo uma reforma do Estado, mas não através de “cortes cegos”.
“Quando o Governo vem elogiar o relatório do FMI, acho que isso é uma ofensa aos portugueses porque aquilo que o Governo está a fazer é elogiar propostas que vêm destruir a coesão social” no país “e não há uma linha sobre o crescimento económico”, criticou Seguro.
A passagem do secretário-geral do PS pelo distrito de Beja decorreu no âmbito da iniciativa “Agenda para o Crescimento e para o Emprego”.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima