Sede da EDIA é o edifício “mais verde” de Beja

Sede da EDIA é o edifício

A sede da EDIA é o edifício “mais verde” da cidade de Beja, depois de a empresa ter instalado no seu topo uma central fotovoltaica de 110 kwp com quase 1.400 m2 de área.
A nova central resulta de uma parceria entre a EDIA – Empresa de Desenvolvimento e Infra-estruturas do Alqueva e a empresa Ikaros-Hemera, especializada na implementação e monitorização de sistemas solares fotovoltaicos, tendo capacidade para produzir anualmente 164,69 MWh (o suficiente para 43 habitações), mais de 65% do consumo global do edifício.
Com esta instalação, a EDIA vai ainda evitar emissões anuais de 33,5 toneladas de CO2, o equivalente à plantação de uma floresta com a dimensão de sete campos de futebol.
“Queremos ser um exemplo para a região do Alqueva. Este é apenas o primeiro passo, uma vez que com a nova legislação de auto-consumo, acreditamos que podemos ter novos projectos fotovoltaicos que possam baixar decisivamente a nossa factura energética. Também queremos instalar mais painéis fotovoltaicos noutros pontos de consumo. Não temos dúvidas que se trata de um investimento para o futuro", justifica ao "CA" o presidente da EDIA, José Pedro Salema.
Já Duarte Caro de Sousa, director-geral da Ikaros-Hemera, sublinha que é importante haver empresas receptivas a este tipo de projetos.
E acrescenta: "Com a nova legislação de auto-consumo, empresas como a EDIA podem passar a produzir uma parte significativa da energia que consomem. […] Em Portugal, temos de mudar o paradigma e passar a olhar para o sol com um recurso natural com o qual nos podemos tornar mais competitivos enquanto país".

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima