Sabores tradicionais no Natal de Beja

Sabores tradicionais no Natal de Beja

Porquinhos de doce e chocolate, bolo-rei, bombons… Estes são alguns dos sabores que “adoçam” a boca (e o estômago) dos bejenses durante o período do Natal.
Os porquinhos de doce produzidos pelo centenário Luiz da Rocha são mesmo um dos “cartões-de-visita” da doçaria de Beja, sendo que as suas origens continuam a suscitar muitas interrogações.
“Há quem defenda que é um doce conventual vindo de um convento de Évora, mas também há quem defenda a ideia de que ele foi criado e idealizado pelo senhor Luiz da Rocha”, revela António Leandro, presidente da cooperativa de trabalhadores que dirige o estabelecimento.
Mas nesta altura do Natal também saem da cozinha do mais antigo café de Beja “milhares de quilos” do tradicional bolo-rei.
“Toda a gente da região e da cidade conhece o nosso bolo-rei, que é de excelência e não tem nada a ver com algumas coisas que por aí vemos. Por isso somos os principais fabricantes de bolo-rei na cidade”, frisa António Leandro.
A par do bolo-rei e do porquinho de doce, os bombons “com sabor a Alentejo” da Mestre Cacau também são presença habitual nas mesas da consoada em Beja.
“Aliamos o chocolate ao facto de ser feito na nossa cidade e com produtos da região, o que torna o chocolate um produto ainda mais único”, conta Célia Dia, uma das sócias da empresa fundada em 2005 e que nesta época tem sempre algumas “surpresas” para os seus clientes.
“Há sempre a preocupação de ter novidades e ter produtos alusivos ao Natal, como é o caso de árvores de Natal ou figuras de chocolate. Este ano também vamos ter novas embalagens, onde o cliente pode colocar o seu sortido” de bombons, revela.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima