Sabores da horta “à mão de semear”

Sabores da horta

Os sabores da horta estão agora “à mão de semear” no Baixo Alentejo, fruto do projecto de comercialização de produtos biológicos criado por João Daniel em Aljustrel.
A ideia surgiu em 2011, numa altura em que este escultor natural de Messejana se viu no desemprego. Foi então que o interesse pela agricultura biológica o levou a avançar para a criação do projecto “À Mão de Semear”.
“Tudo surgiu da paixão que tenho pela ecologia. Como não tinha trabalho, não estava satisfeito e já tinha uma horta como hobby, surgiu-me esta ideia”, lembra ao “CA” João Daniel, de 33 anos, satisfeito com a evolução do seu projecto. “Temos vindo sempre a crescer”, garante.
O conceito de negócio do projecto “À Mão de Semear” é simples: tendo uma pequena horta em Aljustrel e trabalhando em parceria com outro produtor no Algarve, João Daniel comercializa cabazes com os legumes e frutos da época, tudo produzido em modo biológico e certificado.
As encomendas são feitas via telefone, correio electrónico ou Facebook até segunda-feira. Depois, os vegetais chegam à casa dos clientes às terças (na zona mais interior do distrito, entre Ourique e Vidigueira) e às quartas-feiras (no Litoral Alentejano).
“Os produtos são colhidos numa tarde e entregues na manhã seguinte”, garante João Daniel, que em média vende entre 30 a 40 cabazes por semana.
Entretanto, o projecto foi alargado às ervas aromáticas e às infusões para chá, vendidas sobretudo para lojas gourmet e outros revendedores. E em 2013 a ideia passa por alargar o raio de acção da “À Mão de Semear” a todo o país, nomeadamente a zona da Grande Lisboa.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima