Rede de centros de recolha de animais avança no Alentejo

Um total de 17 projectos de construção e modernização de centros de recolha oficiais de animais estão a avançar no Alentejo, num investimento total de quase três milhões de euros, que conta com uma comparticipação de cerca de 692 mil euros através da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional (CCDR) do Alentejo.

Segundo a CCDR do Alentejo, entre os projectos apoiados estão os novos centros de recolha oficial Intermunicipal do Alentejo Litoral e do Município de Cuba, assim como a modernização do Centro de Recolha Oficial de Animais de Companhia de Odemira e o aumento da capacidade de alojamento e criação de nova zona de quarentena no canil/gatil intermunicipal da Resialentejo (Beja).

“O avanço de tais projectos reflecte, também no Alentejo, o compromisso da sociedade contemporânea com o bem-estar animal e a saúde pública, temas cada vez mais na ordem do dia das instituições e dos cidadãos”, refere a CCDR do Alentejo em comunicado.

A mesma fonte lembra que a criação de uma rede de centros de recolha oficial de animais e a proibição do abate de animais errantes como forma de controlo da respectiva população “traduziu-se num conjunto inovador de medidas de política, sendo os municípios e suas associações fundamentais na sua implementação e consolidação”.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima