Recrutar trabalhadores é difícil no distrito de Beja

Recrutar trabalhadores

Beja é o distrito de Portugal em que os empresários sentem mais dificuldades no recrutamento de novos trabalhadores, revela um estudo da plataforma electrónica Zaask.
De acordo com o Estudo Nacional de Competitividade Regional (em https://www.zaask.pt/portugal), a que o “CA” teve acesso e que contou com a participação de mais de 1.300 micro-empresas e empreendedores, o valor dado pelos empresários de Beja no que toca ao recrutamento de trabalhadores é de 2,4 em cinco pontos, sendo média nacional de 2,96 pontos.
O distrito de Beja surge também no último lugar do estudo no plano do sentimento dos empresários face à situação económica da região, com 1,8 em cinco pontos (a média nacional situa-se nos 2,47).
Os empresários bejenses consideram ainda que as perspectivas para 2016 “são razoáveis”, mas ainda assim o distrito surge no antepenúltimo lugar nesta questão.
O estudo da Zaask revela igualmente que os empresários do distrito aconselham abertura de novos negócios na região (3,6 de média, a par dos 3,59 a nível nacional), mas reconhecem que o acompanhamento e apoio por parte dos órgãos governamentais competentes “não é eficaz”.
Finalmente, 30% dos empreendedores do Baixo Alentejo conhece programas de formação promovidos pelos organismos locais (valor acima da média nacional, que é de 24%) e 20% sabe da existência dos programas de networking existentes na região (valor também acima dos 10% da média nacional).

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima