PSD propõe “terceira via” para a gestão da rede secundária do Alqueva

PSD propõe “terceira via” para a

A Distrital de Beja do PSD vai propôr um modelo “alternativo” para a gestão da rede secundária do Alqueva, no sentido de envolver a EDIA com as associações de regantes.
A proposta dos sociais-democratas surge depois da questão ter sido bastante abordada durante os cinco dias de Ovibeja e visa colocar um ponto final no diferendo criado pelo Governo, quando este decidiu concessionar a gestão da rede secundária do Alqueva à EDIA – Empresa de Desenvolvimento e Infra-estruturas do Alqueva e não às associações de regantes já no terreno.
Nesse sentido, fonte da Distrital de Beja adianta ao “CA” que o PSD “vai propôr junto do Ministério da Agricultura uma ‘terceira via’”, “perfeitamente realizável” e que pode “ultrapassar o conflito que permanece”.
“Propomos que a EDIA por via de subconcessão ou contratação de serviços, num modelo experimental, envolva as associações de regantes do Roxo e de Odivelas, dada a sua experiência acumulada ao longo de dezenas de anos, que se apresenta como uma mais-valia importante na gestão da água e dos interesses dos agricultores”, revela a fonte social-democrata.
Quanto às associações de regantes recentemente criadas nos três sub-sistemas de Alqueva e outras que venham a ser criadas no futuro próximo, o PSD defende que “com o evoluir e finalização da obra” deverá ser “concedido um período experimental de adequação à nova realidade”, sendo que quando estas “revelassem as apetências necessárias ser-lhes-ia igualmente sub-concessionados os respectivos blocos de rega”.
“Cremos que esta possa ser uma solução de compromisso viável e que seria reveladora de um compromisso aceite pelas partes”, continua a mesma fonte.
A posição da Distrital de Beja do PSD surge na sequência da 30ª edição da Ovibeja, que classifica como uma feira “de persistência e coragem reveladoras do que são capazes os baixo-alentejanos”.
“Castro e Brito e a sua equipa são merecedores do nosso apreço, incentivo e apoio para que a Ovibeja prevaleça no calendário como um tempo de festa, partilha de conhecimentos e de confraternização”, acrescentam a Distrital laranja.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima