PSD de Beja lamenta chumbo da adesão da Câmara ao PAEL

PSD de Beja lamenta chumbo da adesão da Câmara ao PAEL

A Concelhia de Beja do PSD lamenta que os eleitos da CDU e do Bloco de Esquerda na Assembleia Municipal tenham votado no início da semana contra a proposta de adesão da Câmara ao PAEL – Programa de Apoio à Economia Local.
Em comunicado, os sociais-democratas bejenses criticam comunistas e bloquistas, afirmando que “muito menos” podem entender “as razões que os levaram a votar naquele sentido, quando as justificações para tal passam, por exemplo, por considerar elevada a taxa de juro do PAEL, o que não é de todo verdade, e propõem em contrapartida contrair um empréstimo bancário, o que obrigará a Câmara de Beja a pagar taxas de juro muito superiores”.
Nesse sentido, o PSD argumenta que na próxima segunda-feira, 1 de Outubro, quando o assunto for novamente debatido na Assembleia Municipal, “os partidos que votaram contra a proposta de candidatura da Câmara de Beja ao PAEL têm uma nova oportunidade para se retractar e colocar os interesses dos munícipes à frente dos interesses políticos e partidários”.
“Entende esta Concelhia que o pagamento das dívidas da Câmara de Beja, para além de ser uma forma de honrar compromissos assumidos, é também uma forma de injectar capitais numa economia local que se encontra tão depauperada e resolver problemas a fornecedores locais e entidades várias que, como todos sabemos, se encontram em situação económica bastante difícil”, acrescenta o comunicado do PSD.
Daí os responsáveis laranja fazerem “um apelo a que se criem entendimentos que permitam a aprovação da candidatura da Câmara de Beja ao PAEL, sustentando que na “actual conjuntura económica, a salvaguarda dos interesses regionais também assenta no cumprimento dos compromissos financeiros” e que a Câmara de Beja “deverá ser um exemplo na defesa dos interesses concelhios”.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima