PSD de Almodôvar exige demissão da Distrital

PSD de Almodôvar

Depois de a Distrital ter questionado a “legitimidade” da Concelhia, agora é o PSD de Almodôvar que veio a público exigir a demissão da Distrital de Beja, alegando que esta violou os estatutos do partido.
Em causa continua a estar a lista do PSD à Câmara de Almodôvar, liderada por António Sebastião. Na lista defendida pela Concelhia figurava em segundo lugar o nome do seu presidente, Fernando Palma, mas a Distrital acabou por aprovar uma lista que conta em segundo lugar com o nome do actual vereador Ricardo Colaço.
Perante esta situação, e em comunicado enviado esta segunda-feira, 5, ao “CA”, o PSD de Almodôvar acusa a Distrital laranja de “flagrante violação” dos estatutos do partido, tendo solicitado à Comissão Política Nacional do PSD que proponha ao Conselho de Jurisdição Nacional “a dissolução da Comissão Política Distrital de Beja” e a convocação de novas eleições.
“A Comissão Política Distrital não tem legitimidade estatutária ou democrática para impor, numa lista autárquica e em lugar elegível, qualquer nome. Muito menos um vereador eleito pelo PSD que, desde as últimas eleições autárquicas, não fez mais do que suportar o executivo do PS”, critica a Concelhia laranja, numa clara alusão à inclusão de Ricardo Colaço como número dois da lista do PSD.
No comunicado a Comissão Política do PSD de Almodôvar afiança ainda que não se demite. E deixa uma garantia: se a Distrital insistir “em conduzir ilegitimamente o processo autárquico, À revelia da Secção e contra a opinião da maioria dos militantes do PSD de Almodôvar que o faça. Assumirá assim a total responsabilidade do que vier a acontecer nas eleições de 1 de Outubro”.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima