PS quer conclusão do Alqueva em 2015

PS quer conclusão

O PS quer que o Governo garanta a “finalização total” do Alqueva em 2015, comprometendo-se com “o seu financiamento integral”, e que seja criada uma Intervenção Territorial Integrada para o projecto no próximo período de apoios comunitários.
A posição do PS consta de um projecto de resolução apresentado pelo grupo parlamentar no Parlamento a propósito do debate parlamentar sobre o futuro do Alqueva agendado para a próxima quinta-feira, 14.
O deputado do PS eleito por Beja, Luís Pita Ameixa, disse à Agência Lusa que o projecto de resolução pretende que o Governo garanta a “finalização total” do empreendimento em 2015, ou seja, a conclusão nessa data da vertente agrícola do projecto, e que assegure o seu “financiamento integral”.
No documento, consultado pela Lusa, o PS defende ainda que o executivo de Passos Coelho deve publicar, “no mais curto prazo, a calendarização das obras ainda em falta e o respectivo e correspondente plano de financiamento”.
O grupo parlamentar do PS recomenda também ao Governo que promova a criação de uma Intervenção Territorial Integrada (ITI) para o Alqueva no próximo período de programação dos apoios europeus, de 2014 a 2020.
Esta ITI, acrescentam os socialistas, deve ser “dotada dos meios financeiros e das opções estratégicas adequadas que permitam fomentar o desenvolvimento agro-ambiental e agro-industrial” na zona de influência do empreendimento.
O PS sustenta igualmente a necessidade de redefinir as funções e competências da Empresa de Desenvolvimento e Infraestruturas do Alqueva (EDIA), de modo a “assegurar a continuidade da empresa como gestora e dinamizadora dos fins múltiplos do empreendimento”.
Por último, o projecto de resolução socialista diz que o Governo deve garantir que a gestão dos perímetros de rega da rede secundária do empreendimento seja, “em primeira opção, uma competência dos agricultores, através das adequadas organizações”.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima