PS do Baixo Alentejo acusa PSD de ter "duas caras"

PS do Baixo Alentejo

O PS do Baixo Alentejo avisou o PSD que “não se pode ter uma vontade política em Lisboa e a outra em Beja, como não se deve ter duas caras, uma no Parlamento e outra no Baixo Alentejo”.
Em comunicado, os socialistas lembram que, “depois de quatro anos de muitos silêncios cúmplices com o reiterado abandono da região perpetrado pelos governos PSD/CDS”, em 2015 “criaram-se condições políticas” para retomar o investimento público e a “atenção ao Baixo Alentejo”.
Segundo o PS, já foram “consagrados investimentos na justiça (Beja e Mértola), na saúde (Beja, Ourique, Vidigueira, Castro Verde, Messejana, Vila Nova de Milfontes e Casével), na escola pública (Serpa, Castro Verde, Ourique e Odemira) e na segurança/proteção civil (Serpa e Ourique)”. Investimentos que, adiantam no comunicado, “iniciam um caminho de recuperação dos passivos de falta de atenção e de falta de investimento dos últimos anos” com o governo PSD/CDS..
Lembrando a “obra feita” desde que o PS assumiu a governação, a Federação do Baixo Alentejo recorda que “tem defendido a realização dos investimentos na rodovia e na ferrovia que faltam fazer” e, no caso da área ferroviária, os socialistas lembram que, “dependente da renegociação dos financiamentos europeus”. Ainda assim, frisam no comunicado que defendem “a realização de intervenções imediatas que possam melhorar a qualidade e o conforto do serviço prestado, em terra e nas carruagens”.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima