PS de Castro Verde acusa executivo CDU de “incapacidade” de diálogo

PS de Castro Verde acusa executivo

A candidatura do PS em Castro Verde acusa o executivo CDU na Câmara de incapacidade para dialogar, o que impediu a realização das festas no bairro da Cerca dos Pinheiros.
De acordo com os socialistas, os populares festejos, que se realizavam à 10 anos consecutivos, foram cancelados em 2013 pela organização, a associação de moradores local, pelo facto de coincidirem com a realização em Castro Verde do festival “Terras Sem Sombra”, tal como sucedeu no ano anterior.
“Nessa altura conclui-se que as duas iniciativas poderiam tornar-se incompatíveis. Nos largos meses seguintes, ao invés de procurar coordenar o calendário dos dois eventos, evitando que os dissabores de 2012 se repetissem este ano, os eleitos da CDU preferiram não dialogar nem promover qualquer solução, numa atitude difícil de compreender”, acusa o candidato do PS à autarquia de Castro Verde.
Na opinião de António José Brito, foi a “falta de concertação” e a “notória incapacidade da Câmara Municipal para promover o diálogo” que “levou a que, ao fim de 10 anos, as populares festas da Cerca dos Pinheiros tenham sido canceladas”.
Uma situação que leva o cabeça-de-lista do PS a criticar os autarcas da CDU “por terem contribuído para este desfecho, negando-se a assumir a sua responsabilidade, dialogar e encontrar atempadamente uma solução para conciliar os dois eventos”.
“Temos a absoluta certeza que, reunindo atempadamente e tendo verdadeiro interesse numa boa solução, teria sido possível à Câmara Municipal resolver este problema e conciliar o festival e as festas na Cerca dos Pinheiros. Infelizmente, a maioria da CDU, liderada por Francisco Duarte, não soube nem quis gerir este processo com competência e responsabilidade pública”, conclui António José Brito.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima